Se você não conseguir editar a wiki após o login, você precisará solicitar direitos de edição usando este formulário. Você será notificado assim que tais direitos de edição lhe forem concedidos.

Uberlândia, Minas Gerais - Genealogia

Fonte: FamilySearch Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Brasil Gotoarrow.png Minas Gerais Gotoarrow.png Uberlândia

(Inclua nesta página dados deste município. As informações em itálico são apenas orientações e deverão ser suprimidas assim que os conteúdos forem incluídos.)

UberlandiaMG.svg.png

Localização: Mesorregião Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba
Área: 4 115,822 km²
Distância da Capital: 537 km

Datas
[editar | editar código-fonte]


Uberlândia começou a se formar em 1823. A cidade de Uberlândia foi emancipada de Uberaba no final da década de 1880. 

Antigas Denominações
[editar | editar código-fonte]

O primeiro nome que a atual cidade de Uberlândia teve foi São Pedro de Uberabinha, em 1857. em 1891, passou a denominar-se Uberabinha. E em 1929, passou a chamar-se Uberlândia.

Municípios Circunvizinhos
[editar | editar código-fonte]

Localidades
[editar | editar código-fonte]

(Inclua sublocalidades do município que sejam significativas, tais como povoados, fazendas, estâncias, etc.)

História
[editar | editar código-fonte]

O primeiro homem de origem europeia a pisar na região, foi o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva, em 1632. João Pereira da Rocha (1818), após o desbravamento da região pelos bandeirantes, fixou-se pela região, demarcando área próxima à Aldeia de Santana (atual Indianópolis). A vinda de João Pereira atraiu muitas outras famílias, inclusive os Carrejos, que, em 1835, adquiriram parte da Fazenda São Francisco e de outras próximas, formando as sedes nas quais se instalaram aqueles irmãos: Olhos d'Água, Lage, Marimbondo e Tenda (a de Felisberto).

O processo de formação do município de Uberlândia nos remete à ocupação e colonização do Brasil... Do atual Estado de São Paulo – antiga Capitania de São Vicente - partiram as maiores e mais organizadas expedições com a finalidade de explorar o interior. As incursões bandeirantes refletiram num legado bem diversificado ao país, podendo ser destacado dentre outros, a expulsão da população indígena, a ampliação dos limites territoriais, a criação de povoados pela fixação de membros de suas comitivas, ou mesmo pelo acesso facilitado por caminhos que abriam território adentro. 

As expedições de exploração tiveram início em princípios do século XVII e  no século XVIII, já havia sido descoberta a região das minas. A disputa deflagrada nesta região levou à dispersão de alguns paulistas, dentre eles, Bartolomeu Bueno da Silva – Anhanguera I que derá sua investida rumo ao Planalto Central. Saiu de São Paulo em 1682, atravessou o Triângulo, rumo ao sul de Goiás e seguiu até o Araguaia, numa expedição da qual fazia parte seu filho do mesmo nome, com idade de 12 anos na época.

Em 1722, Anhanguera II organizou uma nova expedição e, buscando o velho caminho percorrido por seu pai (Anhanguera I), chegou ao Rio Grande, antigo Jeticaí. Ao atingir a margem oposta, alcançaram as terras da Farinha Podre, onde antes dominavam os índios Caiapós.

Sua trajetória nessa região levou-os até o lugar onde mais tarde (1744) o Coronel Antônio Pires de Campos fundou a Aldeia de Santana (atual Indianópolis). A partir daí, costearam a picada aberta por João Leite da Silva Ortiz, a qual foi denominada mais tarde por “Estrada do Anhanguera”. Prosseguindo o antigo porto hoje conhecido por Anhanguera, por onde chegaram às terras de Goiás.

Famílias Tradicionais
[editar | editar código-fonte]

Carvalho;Custódio;Miranda;Pacheco;Pereira;Spini.

Instituições
[editar | editar código-fonte]

Cartórios de Registro Civil, Notas e similares
[editar | editar código-fonte]

(Inclua as unidades cartoriais do município, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver.)

Cemitérios
[editar | editar código-fonte]

(Inclua o(s) nome(s) do(s) cemitério(s) do município, tanto públicos quanto particulares, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver)

Centros de História da Família
[editar | editar código-fonte]

(Inclua o(s) nome(s) do(s) Centro(s) de História da Família existente(s) no município. Utilize a opção Inserir Hiperlink para ligá-lo à página do Centro na Wiki.)

Locais de Registros Religiosos
[editar | editar código-fonte]

(Inclua as igrejas e outras instituições ligadas a estas, como dioceses, arquidioceses e escritórios, existentes no municípios, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver.)

Outros Locais e Instituições
[editar | editar código-fonte]

(Inclua Associações, Arquivos Públicos, Bibliotecas, Institutos Históricos, Museus, Prefeituras e qualquer outra instituição que possa conter acervo de interesse para a História da Família ou que possa servir de meio para contato no município; inclua endereços, telefones para contato, e-mails e links para páginas virtuais, se houver. Relacione-os em ordem alfabética.)

Outros Recursos de Pesquisa
[editar | editar código-fonte]

(Inclua outros recursos que possam ser utilizados para pesquisa específica no município, como comunidades online, páginas pessoais, etc.)

Bibliografias
[editar | editar código-fonte]

(Inclua livros já publicados relacionados à localidade.)

Referências
[editar | editar código-fonte]

  1. http://pt.wikipedia.org/wiki/Uberlândia
  2. http://cod.ibge.gov.br/233N6