Se você não conseguir editar a wiki após o login, você precisará solicitar direitos de edição usando este formulário. Você será notificado assim que tais direitos de edição lhe forem concedidos.

Boqueirão, Paraíba - Genealogia

Fonte: FamilySearch Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Brasil Gotoarrow.png Paraíba Gotoarrow.png Boqueirão

Boqueirão.jpg
(Inclua nesta página dados deste município. As informações em itálico são apenas orientações e deverão ser suprimidas assim que os conteúdos forem incluídos.)


Paraíba Municip Boqueirão.svg.png

Localização: Mesorregião Borborema
                   Microrregião Cariri Oriental
Área: 424,646 km²
Distância da Capital: 142Km

Datas
[editar | editar código-fonte]

(Inclua datas históricas relacionadas ao município, como data de fundação, emancipação política, etc.)

Em 1939-1943, o distrito de Boqueirão figura no município de Cabaceiras. Em 31 de dezembro de 1943, o distrito de Boqueirão passou a denominar-se Carnoió. Elevado à categoria de município com a denominação de Carnoió, pela lei estadual nº 2078, de 30-04-1959, desmembrado de Cabaceiras.

Antigas Denominações
[editar | editar código-fonte]

(Inclua antigos nomes que o município tenha tido.)

Municípios Circunvizinhos
[editar | editar código-fonte]

Localidades
[editar | editar código-fonte]

(Inclua sublocalidades do município que sejam significativas, tais como povoados, fazendas, estâncias, etc.)

História
[editar | editar código-fonte]

(Inclua um breve resumo histórico sobre o município, destacando os fatos que se relacionem ou que facilitem de alguma forma a pesquisa genealógica na localidade.)

Boqueirão, cidade do interior paraibano, foi fundada por volta de 1664/65, por Antônio de Oliveira Lêdo, filho do Capitão-mor Teodósio de Oliveira Ledo e de sua primeira esposa, Isabel Paes, bandeirante, emigrante da Bahia, também Capitão, casado duas vezes, a primeira com Joana Batista Acióli, a segunda, com Emerenciana de Lucena.Ele foi também fazendeiro, possuidor de muito gado no sertão de Piranhas e no Cariri, e faleceu em 1751. Pai de cinco filhos, três do primeiro casamento e dois do segundo. A família Oliveira Lêdo teve um papel crucial e diferenciador nas entradas de gado no sertão paraibano. Foram os Oliveira Lêdo os primeiros a se situarem no interior da Paraíba, a uma distância superior a 14 léguas de distância do mar. A priori, se fixaram onde, atualmente, está localizada a cidade de Boqueirão, então denominada Carnoió, terra dos ferozes índios cariris. A fazenda dos Oliveira Lêdo tornou-se, então, o centro irradiador da ocupação do Sertão. O Arraial de fundação do município, pouco tempo depois, serviu como ponto referencial para aqueles que procuravam passagens para explorar os sertões da Paraíba. O nome “Boqueirão”, que o Dicionário Aurélio define como [sm. 1. Bocarra; 2. Abertura em encosta marítima, rio ou canal], origina-se, justamente, de um grande corte que o rio Paraíba fez na serra de Cornoió. Dentro de pouco tempo, a população do vilarejo seria aumentada de maneira muito pitoresca, segundo rezam as lendas. O capitão Pascoal de Oliveira Ledo, mulato e vaqueiro da Casa da Torre, sobrinho bastardo de Antônio de Oliveira, apaixonou-se na Bahia por uma pequena família tradicional e cheia de preconceitos. Garantem alguns cronistas que tratava mesmo de sobrinha ou filha de criação de um fidalgo de Tatuapara. Os pais não queriam nem ouvir falar em semelhante casamento. Resolveram os apaixonados fugir a cavalo, altas horas da noite, mas os cachorros deram parte. Alarmada a família, os homens acenderam archotes e saíram em perseguição ao fugitivos. De carreira em carreira, parando apenas para mudar de cavalo, os namorados alcançaram, na terceira noite, à margem direita do rio São Francisco. Nessa altura, teve Pascoal ideia bem feliz. Como houvesse muita gente aglomerada na beira do rio, disse para os curiosos: Vou levar tição aceso, que levantarei bem alto. Se a luz não se apagar, é porque teremos chegado do outro lado do rio. Se apagar, é porque morremos afogados. Meteu-se dentro da água, com a namorada na garupa, e chicoteou o cavalo. Alcançando o meio do rio, deixou cair o tição. Quando os perseguidores chegaram horas mais tarde, receberam a notícia de que o casal de namorados havia perecido.

Famílias Tradicionais
[editar | editar código-fonte]

(Relacione as famílias mais antigas e tradicionais do município, por ordem alfabética de sobrenome e separado por vírgulas.)

Instituições
[editar | editar código-fonte]

Cartórios de Registro Civil, Notas e similares
[editar | editar código-fonte]

(Inclua as unidades cartoriais do município, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver.)

Cartório Único Rua Ivanilda Rodrigues das Chagas, s/n Centro Cep:58450-000 Fone: (83) 3391-1120 Email: tabborjacastro@hotmail.com

Cartório do Registro Civil de Pessoas Naturais Rua Oliveira Lêdo, 69 Centro Cep: 58450-000 Fone: (83) 3391-1205 Email: cartorioaab@gmail.com

Cemitérios
[editar | editar código-fonte]

(Inclua o(s) nome(s) do(s) cemitério(s) do município, tanto públicos quanto particulares, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver)

Centros de História da Família
[editar | editar código-fonte]

(Inclua o(s) nome(s) do(s) Centro(s) de História da Família existente(s) no município. Utilize a opção Inserir Hiperlink para ligá-lo à página do Centro na Wiki.)

Locais de Registros Religiosos
[editar | editar código-fonte]

(Inclua as igrejas e outras instituições ligadas a estas, como dioceses, arquidioceses e escritórios, existentes no municípios, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver.)

PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DO DESTERRO – 1961 Vigário Paroquial – Pe. José Gonçalves de Lucena Neto Av. Nossa Senhora do Desterro – Centro Cep: 58450-000 – Boqueirão – PB Fone: (83) 3391-1214 E-mail: paroquiadeboqueirao@hotmail.com

Outros Locais e Instituições
[editar | editar código-fonte]

(Inclua Associações, Arquivos Públicos, Bibliotecas, Institutos Históricos, Museus, Prefeituras e qualquer outra instituição que possa conter acervo de interesse para a História da Família ou que possa servir de meio para contato no município; inclua endereços, telefones para contato, e-mails e links para páginas virtuais, se houver. Relacione-os em ordem alfabética.)

Outros Recursos de Pesquisa
[editar | editar código-fonte]

(Inclua outros recursos que possam ser utilizados para pesquisa específica no município, como comunidades online, páginas pessoais, etc.)

Bibliografias
[editar | editar código-fonte]

(Inclua livros já publicados relacionados à localidade.)

Referências
[editar | editar código-fonte]

  1. https://pt.wikipedia.org/wiki/B (Paraíba)
  2. http://cod.ibge.gov.br/ETS

http://www.cnj.jus.br/corregedoria/registrocivil/index.php?