Se você não conseguir editar a wiki após o login, você precisará solicitar direitos de edição usando este formulário. Você será notificado assim que tais direitos de edição lhe forem concedidos.

Barra Mansa, Rio de Janeiro - Genealogia

Fonte: FamilySearch Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Brasil Gotoarrow.png Rio de Janeiro Gotoarrow.png Barra Mansa

(Inclua nesta página dados deste município. As informações em itálico são apenas orientações e deverão ser suprimidas assim que os conteúdos forem incluídos.)

BarraMansaRJ.svg.png

Localização: Mesorregião Sul Fluminense
Área: 547,441 km²
Distância da Capital: 127 km

Datas[editar | editar código-fonte]

O início do povoamento na cidade se deu por volta de 1764, quando Francisco Gonçalves de Carvalho obteve uma sesmaria junto ao vice-rei D. Antônio Álvares da Cunha. Sua intenção era fundar uma fazenda com a criação de gado e mantimentos entre o rio Paraíba do Sul e o Rio Bananal, exatamente no local onde passava um córrego chamado Barra Seca ou Barra Mansa.

Elevado à categoria de vila com a denominação de São Sebastião da Barra Mansa, pelo Decreto Provincial de 03-10-1832, desmembrado de Resende. Sede na antiga vila de São Sebastião da Barra Mansa. Instalado em 10-02-1833.

Distrito criado com a denominação de São Sebastião da Barra Mansa, pela Lei Provincial n.º 170, de 15-05-1839, subordinado ao município de Resende.

Pela Deliberação Estadual de 09-09-1890, e pelos Decretos n.ºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, foram criados os distritos de Divisa, Espírito Santo e anexados à vila de São Sebastião da Barra Mansa.

Pela Lei Provincial n.º 308, de 29-03-1844, e pelos Decretos n.ºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de Amparo e anexado à vila de São Sebastião Barra Mansa.

Pela Lei Provincial n.º 549, de 30-08-1851, e pelos Decretos Estaduais n.ºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de Quatis e anexado à vila de São Sebastião da Barra Mansa.

Pela Lei Provincial n.º 573, de 09-10-1851 e pelos Decretos Estaduais n.ºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de São Joaquim e anexado à vila de São Sebastião da Barra Mansa.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Barra Mansa, pela Lei Provincial n.° 990, de 15-10-1857.

O município e o distrito de São Sebastião da Barra Mansa atual Barra Mansa teve confirmada sua criação, pelos Decretos Estaduais n.ºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892.

Em divisão administrativa do Brasil referente ao ano de 1911, o município é constituído por 6 distritos: Barra Mansa, Amparo, Divisa, Espirito Santo, Quatis, São Joaquim.

Pelo Decreto Estadual n.º 1.638, de 20-11-1919, é criado o distrito de Falcão e anexado ao município de Barra Mansa.

Nos quadros de apuração do Recenseceamento Geral de 1-1X-1920, o município é constituído de 7 distritos: Barra Mansa, Amparo, Divisa, Espírito Santo, Falcão, Quatis e São Joaquim.

Pelo Decreto Estadual n.º 2.019, de 23-10-1926, é criado o distrito de Volta Redonda e anexado ao município de Barra Mansa. Pelo referido decreto, o distrito de Divisa passa a denomiar-se Floriano.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Barra Mansa é constituído de 8 distritos: Barra Mansa, Amparo, Espiríto Santo, Falcão, Floriano (ex-Divisa), Quatis, São Joaquim e Volta Redonda.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo Decreto-lei Estadual n.º 1.056, de 31-12-1943, o distrito de Espírito Santo passou a denominar-se Rialto, Floriano a denominar-se Ribeirão da Divisa, São Joaquim a denominar-se Ribeirão de São Joaquim e Amparo a denominar-se Nossa Senhora do Amparo.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 8 distritos: Barra Mansa, Falcão, Nossa Senhora do Amparo (ex-Amparo), Quatis, Rialto (ex-Espiríto Santo), Ribeirão de São Joaquim (ex-São Joaquim), Ribeirão da Divisa (ex-Floriano) e Volta Redonda.

Pela Lei Estadual n.º 1.324, de 18-10-1951, o distrito de Ribeirão da Divisa voltou a denominar-se Floriano.

Pela Lei Estadual n.º 2.185, de 17-07-1954, é desmembrado do município de Barra Mansa o distrito de Volta Redonda. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município de Barra Mansa é constituído de 7 distritos: Barra Mansa, Falcão, Floriano (ex-Ribeirão da Divisa), Nossa Senhora do Amparo, Quatis, Rialto, Ribeirão São Joaquim.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.

Pelo Decreto Estadual n.º 7.264, de 15-05-1984, é identificado o acidente geográfico Córrego Ano Bom e constitui comissão para determinar e fixar os marcos que melhor caracterizem os limites entre Barra Mansa e Volta Redonda.

Pelo Decreto n.º 9.255, de 07-10-1986, é estabelecido pontos topográficos que melhor caracterizem os limites urbanos de Barra Mansa.

Pela Lei Estadual n.º 1.787, de 1991, é desmembrado de Barra Mansa os distritos de Quatis, Ribeirão de São Joaquim e Falcão, para formar o novo município de Quatis.: Pela Lei n.º 2.552, de 29-03-1993, é criado o distrito de Antônio Rocha e anexado ao município de Barra Mansa.

Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 5 distritos: Barra Mansa, Antonio Rocha, Floriano, Nossa Senhora do Amparo e Rialto.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Pela Lei Municipal n.º 3.613, de 26-10-2006, é criado o distrito de Santa Rita de Cássia e anexado ao município de Barra Mansa.

Em divisão territorial datada de 2007, o município é constituído de 6 distritos: Barra Mansa, Antônio Rocha, Floriano, Nossa Senhora do Amparo, Rialto e Santa Rita de Cássia. Fonte: IBGE

Antigas Denominações[editar | editar código-fonte]

(Inclua antigos nomes que o município tenha tido.)

Municípios Circunvizinhos[editar | editar código-fonte]

Localidades[editar | editar código-fonte]

Barra Mansa é atualmente dividida em seis distritos (freguesias)

  1. Distrito Sede (dividido em catorze regiões administrativas)
  2. Floriano (antigo Ribeirão da Divisa)
  3. Rialto
  4. Nossa Senhora do Amparo
  5. Antônio Rocha (criado em 1993, antigo bairro Casa Branca)
  6. Santa Rita de Cássia (criado em 2006)

História[editar | editar código-fonte]

A população de Barra Mansa é composta por descendentes de imigrantes europeus (principalmente portugueses, italianos, e espanhóis), mas também de franceses e alemães, além de uma dinâmica colônia sírio-libanesa, assim como também de ameríndios e de descendentes de africanos.

Barra Mansa teve o território desbravado em fins do século XVIII, formando-se o núcleo original às margens dos caminhos das tropas que demandavam o interior do país. O povoado passou a atuar como base de abastecimento dos fluxos migratórios desencadeados pela mineração.

Graças à excelente posição geográfica, o local foi perdendo o caráter de ponto de pousada e passou a expandir as funções comerciais. A conseqüente atração de colonos para suas terras, no início do século XIX, fez com que o café despontasse como principal produto.

Em 1832, o governo decretou a criação do município, com desmembramento de terras de Resende. Em 1857, a vila de Barra Mansa foi elevada à categoria de cidade. A exaustão dos solos mais férteis e a liberação do braço escravo provocaram o declínio da cafeicultura e o êxodo rural. A cultura do café cedeu lugar à pecuária de corte extensiva, evoluindo posteriormente para a produção leiteira.

No final da década de 30, teve início o desenvolvimento industrial do município, com a implantação de setores ligados às indústrias alimentares. O grande marco da expansão industrial no Brasil, deflagrada no pós-guerra, foi representado pela instalação, na década de 40, da primeira usina da CSN, em Volta Redonda, na época ainda distrito de Barra Mansa. A indústria metalúrgica e mecânica se estabeleceu na década de 50.

A cidade foi formada na margem direita do Rio Paraíba do Sul e cresceu longitudinalmente ao longo do mesmo. Na década de 40, surgiram soluções verticais e os bairros residenciais alastraram-se e ocuparam vales próximos e áreas distantes. Fonte: IBGE

Famílias Tradicionais[editar | editar código-fonte]

(Relacione as famílias mais antigas e tradicionais do município, por ordem alfabética de sobrenome e separado por vírgulas.)

MARCONDES DO AMARAL, Antonio - testamento

www.projetocompartilhar.org/DocsDL/antoniomarcondesdoamaral1862.htm

MARCONDES LESSA, Maria Augusta - testamento

www.projetocompartilhar.org/DocsDL/mariaaugustamarcondes1890.htm

MARTINS DE ALMEIDA, Antonio - testamento

www.projetocompartilhar.org/DocsDL/AntonioMartinsdeAlmeida1860.htm

Instituições[editar | editar código-fonte]

Cartórios de Registro Civil, Notas e similares[editar | editar código-fonte]

Nome Ofício de Registro Civil das Pessoas Naturais e Tabelionato de Notas - 1º distrito
Endereço Rua Duque de Caxias, 391

Barra Mansa 27345-010

Horário De 2ª a 6ª feira das 9h às 18h.
Contato Telefone : (24) 3323-3228

Fax : (24) 3323-3228 Email : cartoriosouzareis@hotmail.com

Atribuições Nascimentos, Casamentos, Óbitos, Interdições e Tutelas, Notas
Nome 1º Tabelionato de Notas, Protesto e Ofício de Registros Públicos
Endereço Rua Juiz Antônio Ciani , 137

Barra Mansa 21310-030

Horário De 2ª a 6ª feira das 9h às 17h30.
Contato Telefone : (24) 3323-3929

Fax : (24) 3323-6601 Email : 1oficiobm@uol.com.br

Atribuições Notas, Protesto de Títulos, Registro de Títulos e Documentos, Registro Civil de Pessoas Jurídicas
Nome 2º Tabelionato de Notas e de Protestos e Ofício de Registros Públicos
Endereço Rua Benedita Helena de Lima, 116

Barra Mansa 27310-040

Horário De 2ª a 6ª feira das 9h às 17h.
Contato Telefone : (24) 3328-9000

Email : 2oficiobm@uol.com.br

Atribuições Notas, Protesto de Títulos, Registro de Imóveis

Cemitérios[editar | editar código-fonte]

Cemitério Municipal De Barra Mansa

Av. Domingos Mariano, 1033 - Centro

Barra Mansa - RJ - 27345-390

Telefone: (24) 3326-3199

Centros de História da Família[editar | editar código-fonte]

(Inclua o(s) nome(s) do(s) Centro(s) de História da Família existente(s) no município. Utilize a opção Inserir Hiperlink para ligá-lo à página do Centro na Wiki.)

Locais de Registros Religiosos[editar | editar código-fonte]

(Inclua as igrejas e outras instituições ligadas a estas, como dioceses, arquidioceses e escritórios, existentes no municípios, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver.)

Outros Locais e Instituições[editar | editar código-fonte]

(Inclua Associações, Arquivos Públicos, Bibliotecas, Institutos Históricos, Museus, Prefeituras e qualquer outra instituição que possa conter acervo de interesse para a História da Família ou que possa servir de meio para contato no município; inclua endereços, telefones para contato, e-mails e links para páginas virtuais, se houver. Relacione-os em ordem alfabética.)

Fazenda Bocaina http://www.institutocidadeviva.org.br/inventarios/?p=699

Outros Recursos de Pesquisa[editar | editar código-fonte]

https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rj/barra-mansa/historico

https://www.cidade-brasil.com.br/municipio-barra-mansa.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Barra_Mansa#Cronologia_de_eventos_hist%C3%B3ricos

Fazenda Chaleth / Fajardo http://www.institutocidadeviva.org.br/inventarios/?p=493

Fazenda Conceição das Palmeiras http://www.institutocidadeviva.org.br/inventarios/?p=497

Fazenda Crissiuma http://www.institutocidadeviva.org.br/inventarios/?p=580

Fazenda da Posse http://www.institutocidadeviva.org.br/inventarios/?p=516

Fazenda Santa Maria http://www.institutocidadeviva.org.br/inventarios/?p=609

Bibliografias[editar | editar código-fonte]

(Inclua livros já publicados relacionados à localidade.)

FARIA COUTO, André Luiz - Do Império à República - a vida política no município de Barra Mansa

http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/17110/Do%20Imp%c3%a9rio%20%c3%a0%20Rep%c3%bablica%20-%20a%20vida%20pol%c3%adtica%20no%20munic%c3%adpio%20de%20Barra%20Mansa.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. https://pt.wikipedia.org/wiki/Barra_Mansa
  2. http://cod.ibge.gov.br/233UU