Se você não conseguir editar a wiki após o login, você precisará solicitar direitos de edição usando este formulário. Você será notificado assim que tais direitos de edição lhe forem concedidos.

Altônia, Paraná - Genealogia

Fonte: FamilySearch Wiki
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Brasil Gotoarrow.png Paraná Gotoarrow.png Altônia

(Inclua nesta página dados deste município. As informações em itálico são apenas orientações e deverão ser suprimidas assim que os conteúdos forem incluídos.)


Paraná Municip Altônia.svg.png

Localização: Mesorregião Noroeste Paranaense
                   Microrregião Umuarama
Área:  661,558 km²
Distância da Capital: 677Km

Datas
[editar | editar código-fonte]

(Inclua datas históricas relacionadas ao município, como data de fundação, emancipação política, etc.)

O nome é homenagem que se prestou a Alberto Byington Júnior, sócio da Companhia Byington de Colonização Ltda. A denominação derivou-se de seu endereçamento telegráfico, que era formado com a primeira sílaba AL de Alberto e a última TON de Byington. Daí, Altônia, que ganhou acentuação circunflexa na segunda vogal. A bandeira também é uma homenagem ao país de origem de Alberto, que são os Estados Unidos, porém com a cruz escandinava.

A Lei Estadual n.º 5.394, de 14 de setembro de 1966, criou oficialmente o município de Altônia, com território desmembrado de Xambrê.

Antigas Denominações
[editar | editar código-fonte]

(Inclua antigos nomes que o município tenha tido.)

Municípios Circunvizinhos
[editar | editar código-fonte]

Localidades
[editar | editar código-fonte]

(Inclua sublocalidades do município que sejam significativas, tais como povoados, fazendas, estâncias, etc.)

História
[editar | editar código-fonte]

(Inclua um breve resumo histórico sobre o município, destacando os fatos que se relacionem ou que facilitem de alguma forma a pesquisa genealógica na localidade.)

A história da gente altoniense teve início em 1953, período em que a Companhia Byington de Colonização Ltda., rasgou a extensa e impenetrável floresta que cobria grande área, ficando estacas, baseada em teodolitos que se movimentavam feito vagalumes ao anoitecer. A ação desenvolvida por esta empresa foi responsável pelo grande progresso da região.

Povos vindos especialmente da Região Nordeste e do Estado de Minas Gerais engrossaram o coro dos que procuravam um lugar para se fixar, com terra boa e farta, e a determinação dos pioneiros foi fator fundamental para o processo do empreendimento, que previa propriedades agrícolas com extensão territorial de até 10 alqueires paulistas, promovendo intensa colonização, com centenas de famílias ocupando o espaço até então cabedal de nações indígenas, da flora e da fauna silvestre.

O território do povoado em ascensão pertenceu inicialmente ao município de Peabiru, sendo que a partir de 1954, passou a integrar o município de Cruzeiro do Oeste. Em 25 de julho de 1960, integra a jurisdição do município de Xambrê.

Pela Lei Estadual n.º 4.925, de 10 de setembro de 1964, eleva-se à condição de Distrito Administrativo e Judiciário do município de Xambrê. Em 14 de setembro de 1966, através da Lei Estadual n.º 5.394, sancionada pelo governador Paulo Cruz Pimentel, foi criado o município de Altônia, com território desmembrado de Xambrê. A instalação oficial ocorreu no dia 12 de dezembro de 1968.

Famílias Tradicionais
[editar | editar código-fonte]

(Relacione as famílias mais antigas e tradicionais do município, por ordem alfabética de sobrenome e separado por vírgulas.)

Instituições
[editar | editar código-fonte]

Cartórios de Registro Civil, Notas e similares
[editar | editar código-fonte]

(Inclua as unidades cartoriais do município, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver.)

Cemitérios
[editar | editar código-fonte]

(Inclua o(s) nome(s) do(s) cemitério(s) do município, tanto públicos quanto particulares, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver)

Centros de História da Família
[editar | editar código-fonte]

(Inclua o(s) nome(s) do(s) Centro(s) de História da Família existente(s) no município. Utilize a opção Inserir Hiperlink para ligá-lo à página do Centro na Wiki.)

Locais de Registros Religiosos
[editar | editar código-fonte]

(Inclua as igrejas e outras instituições ligadas a estas, como dioceses, arquidioceses e escritórios, existentes no municípios, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver.)

Outros Locais e Instituições
[editar | editar código-fonte]

Biblioteca Pública Municipal Castro Alves
Praça Rui Barbosa, 815 - Centro
87550-000 - Altônia - PR
Tel.: (44)3659-1281 Fax: (44)3659-2818
E-mail:

(Inclua Associações, Arquivos Públicos, Bibliotecas, Institutos Históricos, Museus, Prefeituras e qualquer outra instituição que possa conter acervo de interesse para a História da Família ou que possa servir de meio para contato no município; inclua endereços, telefones para contato, e-mails e links para páginas virtuais, se houver. Relacione-os em ordem alfabética.)

Outros Recursos de Pesquisa
[editar | editar código-fonte]

(Inclua outros recursos que possam ser utilizados para pesquisa específica no município, como comunidades online, páginas pessoais, etc.)

A rede educacional no município conta algumas escolas rurais e com dois colégios estaduais grandes, o Colégio Estadual Lúcia Alves de Oliveira Schoffen e o Colégio Estadual Malba Tahan e 7 escolas municipais. A rede privada de educação possui três escolas particulares, o Colégio Betânia, Escola Adventista e Dom Bosco.

Página da Prefeitura Municipal de Altônia

Página do Portal Altônia

«História de Altônia». (PDF). Biblioteca do IBGE. Consultado em 15 de julho de 2010.

Bibliografias
[editar | editar código-fonte]

(Inclua livros já publicados relacionados à localidade.)

Referências
[editar | editar código-fonte]

  1. https://pt.wikipedia.org/wiki/Altônia
  2. http://cod.ibge.gov.br/235BI
  3. http://www.bpp.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=4